Existe associação entre apneia do sono e bruxismo do sono?

Dúvida comum no consultório, por parte dos pacientes que procuram tratamento para ronco/ apneia do sono, é se os episódios de bruxismo (ranger ou “bater” os dentes enquanto dorme) estariam relacionados ao problema respiratório. Ambos são considerados distúrbios do sono, mas estão associados?



Uma revisão sistemática recente publicada em outubro de 2019 no periódico Sleep and Breathing, procurou investigar se há uma associação entre a apneia obstrutiva do sono (AOS) e o bruxismo do sono.


Quatro estudos clínicos incluídos na revisão verificaram que havia associação entre o bruxismo do sono a apneia obstrutiva do sono, sendo que para alguns pacientes com AOS o bruxismo seria uma resposta protetora aos eventos respiratórios e ocorreriam logo após o fim do episódio de apneia/hipopneia; ou ainda que os episódios de bruxismo ocorreriam secundariamente devido a excitação dos eventos de apneia/hipopneia e que também haveria uma correlação entre a frequência de bruxismo do sono e os episódios de apneia/ hiponeia. Em contrapartida, outros três estudos incluídos na revisão não trazem evidência de associação entre AOS e bruxismo do sono, e verificaram que os episódios de apneia/hipopneia estão relacionados a atividades oromotoras não específicas e o bruxismo do sono não estaria diretamente associado aos episódios de apneia/ hipopneia. Além disso, afirmam que o grupo de pacientes com AOS não apresentou mais ocorrência de bruxismo do sono do que o grupo controle. Os autores concluem que ainda não há evidência científica para afirmar de forma conclusiva que existe relação entre apneia obstrutiva e bruxismo do sono. E sugerem mais estudos clínicos para investigar os possíveis mecanismos biológicos comuns aos dois eventos e quando o tratamento para ronco e apneia poderia melhorar as sequelas causadas pelo bruxismo do sono em pacientes que também possuem AOS.


Com base nestas informações atuais podemos verificar que a literatura ainda não é conclusiva. O paciente portador de AOS, apresentando ou não bruxismo do sono associado, deve ser tratado conforme a indicação médica. No caso dos pacientes que fazem uso de aparelhos tipo CPAP pode ser avaliada a combinação da placa rígida para uso noturno e para os pacientes que fazem uso do aparelho intra-oral (de ronco/apneia) este é capaz de proteger os dentes dos desgastes decorrentes do bruxismo do sono.