Odontologia do Sono

Tratamento para ronco e apnéia

Odontologia do Sono

A odontologia do sono é uma área da odontologia que permite ao dentista para atuar no tratamento de distúrbios respiratórios do sono como ronco, apneia obstrutiva (SAOS) e síndrome da resistência das vias aéreas superiores (SRVAS) utilizando-se de aparelho intra oral ou da ortodontia associada à cirurgia ortognática dos maxilares.

A Apnéia do Sono é a obstrução das vias aéreas por alguns momentos durante a noite, pela aproximação dos tecidos da garganta, fechando a passagem do ar e impedindo a respiração por alguns segundos, várias vezes por noite. O ronco é a vibração dos tecidos da garganta quando o ar passa por ela. Os pacientes com apnéia podem experimentar em média de 30 a 300 episódios obstrutivos por noite, o que acaba reduzindo o nível de oxigênio no sangue. O resultado imediato da diminuição do oxigênio, por ativação de um mecanismo reflexo no sistema nervoso, é um sono mais superficial e interrompido com os músculos suficientemente tensos para manter a via respiratória aberta e assim permitir que entre ar nos pulmões.

Os principais sintomas da apnéia do sono são o ronco e a sonolência diurna excessiva. E freqüentemente se associa com hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, perturbações da memória, atenção, concentração, capacidade de trabalho, acidentes, sonolência e distúrbios emocionais.

As causas desta ocorrência podem ser: neurológicas, flacidez dos músculos da garganta, alterações ósseas (p. ex. retrognatia mandibular), dentre outras. Sendo que mais de uma causa pode estar associada. O tratamento da enfermidade dependerá do seu diagnóstico. Para que seja possível determinar a presença e a severidade da apnéia do sono, o paciente deve ser submetido a uma avaliação médica e polissonográfica (estudo em laboratório do sono). Exames do nariz e garganta, além das radiografias e/ou tomografias das estruturas faciais também são necessárias

.

O tratamento desses problemas através de aparelhos intra-orais tem ganhado importância por sua facilidade de adaptação e eficácia na resolução dos sintomas. Quando há o comprometimento esquelético de estruturas faciais associado, a cirurgia ortognática combinada ao tratamento ortodôntico para avanço mandibular (e maxilar) pode estar indicada, demonstrando resultados muito efetivos no tratamento e solução dos casos de ronco e apnéia do sono.